14 de maio de 2013

Boom de start-ups no país estimula novos negócios


Boa tarde gestores,

Crescer ao mesmo tempo em que fomenta o mercado brasileiro de start-ups (empresas iniciantes e inovadoras) é a meta da empresa Synapseshub.


Para isso, a companhia lançou em janeiro de 2013 uma plataforma na internet que busca auxiliar empresas iniciantes e facilitar sua conexão com outros profissionais e investidores.

No site synapseshub.com, é oferecida aos empreendedores a possibilidade de criar um perfil e cadastrar seu negócio. Durante esse processo, eles têm acesso a ferramentas básicas para o início de uma empresa, como a criação de um plano de negócios.

Em um estágio mais avançado, os negócios podem ser divulgados em uma área do site chamada "Hub", para serem encontrados por mais pessoas.

Também é possível trocar mensagens com outros usuários do site e participar de discussões temáticas em fóruns.

Segundo José Luiz de Genova, 29, o projeto surgiu com o objetivo de oferecer o necessário para que qualquer empreendedor pudesse focar no essencial de seu negócio.

Ele diz que o nome da empresa é formado com a junção da palavra sinapse (conexões neurais) e do termo em inglês utilizado para se referir à conexão (hub).

Genova, que já participou da direção dos eventos Campus Party e Rede Innova, focados em empreendedorismo e inovação, diz que nestas experiências sentiu a demanda das empresas iniciantes por mais conexão entre si e com possíveis investidores.

Para ele, o mercado de start-ups está aquecido, mas muitos que entram nele precisam de mais capacitação.

"Eu me preocupo um pouco com pessoas que acham que empreender é cool', fácil. Se você não se prepara, tem grandes chances de falhar. Estamos tentando diminuir esse risco."



Aos poucos, o site começa a adicionar serviços pagos às suas ferramentas para empreendedores.

O primeiro, com lançamento previsto para maio, é um serviço de assessoramento jurídico on-line, a partir de R$ 70 por mês.

Há planos para oferecer consultoria para contabilidade e ferramentas gerenciais, como controle de clientes e envio de e-mails da empresa.

A start-up também busca novas fontes de receita no futuro, como a realização de eventos há um previsto para o segundo semestre, sobre o mercado de games, além de parcerias com empresas.

Sucesso a todos,

Nenhum comentário: