17 de abril de 2015

A estratégia do oceano azul e o modelo das 4 ações.

Olá gestores,

O termo oceano vermelho criado por Kim e Mauborgne (2005) em seu livro “A estratégia do oceano azul” representa todos os espaços de mercados hoje conhecidos. Nesses espaços as fronteiras setoriais são definidas e aceitas, as regras competitivas do jogo são conhecidas e as empresas inseridas tentam superar suas rivais para obter maior parcela da demanda existente.

À medida que o espaço de mercado fica cada vez mais concorrido, as perspectivas de lucro e de crescimento ficam cada vez menores, os produtos se transformam em commodities e a guerra literalmente tinge as águas do oceano de vermelho, dando origens aos oceanos vermelhos.

Na realidade esse problema sempre existiu, a concorrência está cada vez mais acirrada e essa é a realidade do mundo dos negócios, atualmente a oferta dos produtos é sempre maior que a demanda em quase todos os setores.

O que os atuais gurus de negócios apontam é que os altos níveis de desempenho esperados pelas organizações não poderão ser sustentados pela competição nos mercados em contração, ou sejaas organizações deverão ir além da competição.

O termo oceano azul é obviamente o contraste do oceano vermelho, são os espaços de mercados inexplorados, pela criação de demanda e pelo crescimento altamente lucrativo. A maioria se desenvolve dentro do oceano vermelho, mediante a expansão das fronteiras setoriais vigentes. Nos oceanos azuis a competição é baixa, pois as regras do jogo ainda não estão definidas.

O atual ambiente de negócios é marcado pela intensa e rápida mudança no cenário sociopolítico, econômico e tecnológico, isso se torna no principal desafio a ser superado pelas organizações, sendo o mais importante para as organizações, mecanismos e estratégias que busquem  melhoria nos processos e na gestão, a concorrência resultante da globalização eliminou fronteiras geográficas e impulsionou a disponibilização de tecnologia, forçou as empresas a formularem ou reformularem as suas estratégias, como objetivo de assegurar uma posição sustentável.


A seguir o modelo das seis ações proposto por Kim e Mauborgne.



Além dos seis princípios apresentados no quadro, existe uma diferença na gestão da estratégia do oceano azul em relação ao vermelho, vamos ver a seguir.



Podemos notar claramente que a intenção da estratégia é a de inovação de valor, reduzindo e eliminado os custos desnecessários e elevando e criando novas propostas de valor para os clientes, essa estratégia significa uma diferenciação da concorrência, jogando por água abaixo a estratégia baseada na concorrência.

A proposta principal dessa nova visão de negócios é a de não coordenar todos os esforços para alcançar ou superar a concorrência e sim investir na inovação de valores afim de atingir o crescimento e manutenção no mercado, a organização coloca o comprador e não o competidor no centro do pensamento estratégico.

Esse objetivo a “inovação” faz com que os executivos mudem a maneira de fazer negócios, gerando um grande exercício mental, afinal as organizações utilizam estratégias semelhantes e competem entr si em preço e qualidade.

Dentro desse pressuposto, Kim e Mauborgne (2005), propõem o modelo das quatro ações, que identificam quais atributos podem ser eliminados, reduzidos, elevados ou criados, visando recriar elementos de valor para o cliente na elaboração de uma nova curva

As quatro ações, são quatro perguntas básicas que questionam a lógica estratégica e o modelo de negócios de um mercado ou setor.


Podemos analisar que o propósito das perguntas é:

·         Eliminar - Forçar a empresa a considerar a eliminação de atributos de valor que há muito tempo servem de base para a concorrência no setor.

Geralmente, esses atributos são considerados indispensáveis ainda que não mais gerem valor ou até mesmo destruam valor.

·         Reduzir - Forçar a empresa a examinar se existe excesso nos atributos dos produtos e serviços oferecidos, no esforço de imitar e superar a concorrência.

Neste caso a empresa presta serviços muito além dos requerimentos dos clientes, aumentando em vão sua estrutura de custos.

·         Elevar - Leva a empresa a identificar e a corrigir as limitações que o setor impõe aos clientes;

·         Criar – Auxilia a empresa a descobrir fontes inteiramente novas de valor para os compradores, buscando criar novas demandas e mudar a estratégia de preços do setor.


Se a organização consegue responder e atingir os objetivos das perguntas do modelo de Kim e Mauborgne, (2005), isso estabelece uma “Nova Curva de Valor” (NVC), possibilitando a reconstrução de  uma nova proposta de valor para os clientes.

Sucesso a todos,  

Um comentário:

Ramon Silva disse...

Excelente artigo. Pode-se considerar que o modelo das quatro ações serve para criar modelos de negócios ?